e Antonio Loureiro


Ficha Técnica:

violino – Ricardo Herz
vibrafone – Antonio Loureiro
direção de gravação, produção musical, captação, mixagem e masterização – André Mehmari
design gráfico – Teresa Maita
fotos – Caio Palazzo
foto do duo + mehmari – Arquivo pessoal de André Mehmari
elaboração do projeto e produção executiva – Borandá

“Conheci o Loureiro no bar Filial, em São Paulo, apresentado pelo Benjamim Taubkin, como um grande baterista e compositor mineiro. Conheci primeiro a pessoa: meio tímido, bem mineiro… gente boa! Depois ganhei o disco do grupo em que ele tocava, o Ramo. Aí comecei a ver o lado dele de baterista e compositor. Já fiquei impressionado! Logo depois, ele foi para Paris, cidade em que eu morava na época. Nos encontramos e eu ouvi o primeiro disco solo dele. Meu queixo caiu com aquele disco. Que composições, que arranjos, que execução! Virei fã de carteirinha. Nesta ocasião dei uma canja na música Quinem Quiabo no show dele. Ele no violão e eu no violino. Daí, ele me disse que tocava vibrafone e que quando eu fosse pro Brasil a gente devia montar um duo de vibra e violino. Eu achei meio arriscado. Nunca tinha visto. Podia soar muito “cabeça”. Mas quem não arrisca não petisca, não é? Pois é. Arriscamos e não é que funcionou? Não vou falar que não deu trabalho. Foram horas e horas de estudo e ensaios pensando e experimentando as possibilidades. Contamos também com a luxuosa direção, captação de audio, mixagem e masterização do grande André Mehmari! Espero que vocês gostem tanto do disco quanto eu gostei de fazer! Um abração a todos!””
Ricardo Herz
 
“Gravar este trabalho é a realização de um desejo que envolve minha mudança de Belo Horizonte para São Paulo 4 anos atrás. Ricardo e André são músicos que admiro muitíssimo desde muito antes de nos tornarmos amigos e tocarmos juntos. Hoje tenho a felicidade de construir música e amizade com esses dois que são representantes do melhor que se tem feito hoje na música do nosso país.
O motivo principal deste encontro é a mútua admiração pela música e personalidade. O encontro dos instrumentos é inusitado, mas é fruto de uma simples vontade de encontrar e fazer música, independente do instrumento, acredito. Ricardo e André me dão neste momento a alegria máxima de ser músico e poder aprender e desfrutar do grande talento e amizade deles. Obrigado amigos.”
Antonio Loureiro
 
“Casamento de violino com vibrafone? Improvável, ousado, novo, inusitado, estranho, até. Não era isso. Poderia ser tuba e gaita de foles… Melhor dizendo, aqui o duo de Antônio Loureiro e Ricardo Herz: dois músicos completos juntam suas vozes neste belo registro que tive a alegria de conduzir em meu estúdio no meio da selva. E foi lá pela madeira do chão e pelas pedras da parede da sala que ouvi reverberar maravilhas, encontros de sons que nunca antes tinha ouvido, provenientes do mágico amálgama das generosas sonoridades-cores resultantes do abraço feliz de dois inspirados artistas que doaram suas vidas à música. E isso é algo que se escuta clara e reluzentemente em cada nota (e também em cada silêncio) desse disco tão especial e único. Vivi, ouvi e vi. Foi lindo. Obrigado.”
André Mehmari

 
Agradecimentos:
André, Lea, Gisella, Fernando, Benjamim, Teresa, Caio, Claudinho, Camilla, Luana, Marina e Renato Herz, Wim Comptdaer, Aline, Cybelle e Maurício Loureiro e todos que direta e indiretamente contribuíram para este disco. Agradecidos, de coração!